Os mais pesquisados:

Beleza-negra

Peruphasma schultei

Espécie endémica da região de Santa Rosa, no Perú. Encontra-se na floresta tropical de altitude, entre os 900 e os 1800 metros.

Estatuto de conservação

  • Não avaliado
  • Dados insuficientes
  • LC
    Pouco preocupante
  • NT
    Quase ameaçado
  • VU
    Vulnerável
  • EN
    Em perigo
  • CR
    Criticamente em perigo
  • EW
    Extinto na natureza
  • EX
    Extinto

Ajude-nos a proteger esta espécie!

Quero Apadrinhar

    Após preencher o formulário será contactado pela nossa equipa de modo a finalizar o processo de Apadrinhar uma espécie do Zoo.

    Comprimento
    Macho: 3.8 a 5cm Fêmea: 4.3 a 6.5cm
    Longevidade
    8 meses
    Dieta
    Folhas
    Habitat
    Floresta tropical

    Tem um corpo muito resistente, preto e sem brilho. Este preto contrasta com os seus olhos amarelados. As suas asas posteriores e o seu aparelho bucal na maioria das vezes têm uma coloração vermelha. Os machos, para além de mais pequenos, também são mais magros e têm os olhos maiores.

    Este inseto é noturno e alimenta-se nessa altura do dia. Durante o dia, a beleza-negra passa o tempo escondida nas folhas e nas árvores.
    Quando se sente ameaçado, este inseto levanta as suas coloridas asas traseiras como sinal de aviso e pode libertar uma substância irritante e corrosiva com um forte odor contra o potencial predador.

    Esta espécie reproduz-se sexuadamente. No entanto, as fêmeas desta espécie também são capazes de se reproduzir por partenogénese, ou seja, elas são capazes de produzir descendência a partir de ovos não fertilizados pelos machos. Os ovos demoram cerca de 2 a 5 meses a eclodir e a ninfas demoram cerca de 5 meses a atingir a maturidade. Enquanto ninfas, estas não possuem asas.