Zoo Burguer Zoo Burguer Zoo Burguer
Subir

Chita

Este fantástico felino africano nasceu para correr! O seu corpo longilíneo está adaptado à corrida de alta velocidade, sendo por isso, o mamífero terrestre mais veloz do mundo, conseguindo atingir 110 km/hora.

As Chitas são estreitas e têm umas pernas muito compridas em relação ao tamanho do seu corpo, quando comparadas com outros felinos, assim como apresentam também uma cabeça mais redonda e orelhas mais curtas. A pelagem é amarelada pintalgada de pequenas manchas redondas pretas.
A zona ventral é mais pálida que a zona dorsal, podendo até ser branca.
A face é marcada por uma mancha preta característica que faz lembrar uma lágrima, que percorre desde o canto anterior do olho até à ponta do focinho.
As orelhas são pequenas e redondas. No terço posterior da causa, existe uma séria de anéis pretos, terminando numa ponta branca.
As patas anteriores das chitas possuem 4 dedos e um dedo acessório e as patas traseiras possuem 4 dedos.
Em oposição aos outros felinos, as garras são ligeiramente curvadas e expostas, sendo que as garras das Chitas têm uma fraca capacidade retráctil.
As jovens crias apresentam uma pequena juba à volta do pescoço de um tom acinzentado, o que os protege da caça dos predadores, parecendo um animal maior e mais corpulento. As crias perdem esta juba quando atingem a adolescência.
Os machos são maiores do que as fêmeas.

São geralmente animais solitários, podendo um animal estar localizado sozinho numa área até 50-100km². Podem, também, ser encontrados pequenos grupos de machos irmãos todos juntos.
Os machos territoriais marcam o território através da sua urina, arranham as árvores com as suas garras, enrolam-se no chão, ou depositam fezes na terra.
Os machos não dominantes são definidos como nómadas, não ficando na mesma zona por mais de alguns dias. Estes machos urinam e defecam menos vezes que os machos dominantes, uma vez que não pretendem marcar o território. Em termos comparativos, os machos não residentes passam o tempo sempre alerta e acordados e pesam menos que os machos dominantes.

A chita é o animal terrestre mais veloz do mundo. Esta característica é apoiada pelo facto de possuir um corpo esquio e umas garras expostas. As Chitas conseguem atingir a velocidade de 120 km/h! Elas conseguem percorrer uma distância de 500m, acelerando de 0 até 96 km/h em apenas 3 segundos.
Os maiores predadores das chitas são os leões, hienas e leopardos.

Têm uma dieta carnívora, incluindo gazelas, impalas, e outros pequenos ungulados. Galináceos e pássaros são também constituintes da sua dieta alimentar.
A chita caça a sua presa por perseguição, em corrida.

As chitas só se juntam para a época de acasalamento. Os machos acasalam com várias fêmeas e as fêmeas também acasalam com diferentes machos ao longo da sua vida.
Os machos não têm cuidados parentais para com as suas crias, ficando esta função exclusiva às mães.
As fêmeas criam ao longo de todo o ano, sendo a altura de maior sucesso no Serengueti, a altura das chuvas.
As fêmeas apresentem um ciclo poliéstrico, com uma duração de 3 a 27 dias cada um e estão receptivas de 1 a 14 dias. As fêmeas atingem a maturidade sexual por volta dos 21 meses de idade.
As chitas acasalam 3 a 5 vezes por dia.
A gestação dura cerca de 90 a 95 dias e podem nascer até 6 crias por parto. As crias nascem com os olhos fechados, com pouca agilidade locomotora e abrem os olhos entre o 4º e o 11º dia de vida. Começam a andar por volta do 12º dia. As crias pesam entre 250 gramas 8no estado selvagem) e 450 gramas (em cativeiro) . Os dentes de leites aparecem pelas 3-6 semanas de idade e só são substituídos por dentes definitivos aos 8 meses. Amamentam-se até aos 3-6 meses. As crias permanecem com a mãe até aos 17 meses.

Nome

Chita

Acinonyx jubatus

Classe

Mamíferos

Conservação

Considerada como Vulnerável pela IUCN.
Pertence ao anexo I da CITES.
As chitas competem bastante com o gado doméstico e com as áreas agrícolas. Outras das causas que afetam a densidade populacional destes animais é a perda ou diminuição de presas disponíveis na sua área.
A construção de estradas de alta velocidade constitui outro dos fatores que tem vindo a afetar a sobrevivência destes animais.
O fator turístico, onde a chita é uma das grande atrações, tem ajudado à instabilidade da espécie, especialmente nas zonas onde é permitida a circulação em safari.
As chitas são também caçadas por razões culturais, para comércio da sua pele. Existe ainda muito comércio ilegal de crias de chitas na zona do Golfo.

EEP
Distribuição

A sua distribuição é muito extensa, sendo observadas chitas desde a Palestina e Península Arábica até à Índia central, assim como também ao longo do continente Africano, exceto nas zonas de floresta tropical e no deserto do Sahara.
As chitas habitam somas áridas, semi-áridas da zona sul, este e norte de África e menos áridas na Índia, Palestina, Síria e Arábia. Os colonos europeus consideravam as Chitas como animais a erradicar. Assim, o número de animais no estado selvagem reduziu bastante nos anos 1970 e os mais recentes estudos indicam que a Chita é encontrada, hoje em dia, apenas em 25 países africanos.
Os habitas preferidos destes animais incluem zonas de erva e deserto. As Chitas são essencialmente terrestres, tendo já sido vistas a trepar a árvores.

Comprimento

Comprimento: 1120-150 cm | cauda: 60-80cm
Altura: 67-94cm

Idade

A esperança média de vida de 8 anos no estado selvagem e 17 anos em Cativeiro.

Sabia que pode apadrinhar este animal?

Patronize Animal
Quero ajudar esta espécie

Outros mamíferos

Ver Mais

Outros animais

Ver Mais